Orientações às Famílias durante a Pandemia

Educação Infantil


Orientações às Famílias durante a Pandemia

Devido ao cenário causado pelo coronavírus ( COVID 19), a Secretaria de Educação de Taboão da Serra reforçando a parceria com as famílias, traz dicas e sugestões de atividades para auxiliar nesse momento de isolamento social.
As crianças aprendem brincando, cantando, ouvindo histórias, fantasiando, experimentando, imitando, desenhando, manuseando, jogando... Estando em casa elas também aprendem.

1. É importante que a criança tenha uma rotina estabelecida ( hora de comer, de brincar, de tomar banho, de ouvir história, de dormir, etc). A rotina traz segurança!


2. Envolva a criança em algumas decisões. Ela pode escolher entre uma brincadeira ou outra, entre contar uma história ou ouvir, entre brincar com uma caixa vazia ou um brinquedo. Essas atitudes incentivam a autonomia.


3. Não deixe a criança muito tempo em uma mesma atividade. Lembre que a concentração dela é diferente do adulto. É importante aproveitar a concentração dela sem exagerar.


4. A criança pode se expressar por meio de gestos, movimentos com o corpo, pela fala. Assim, observe e a deixe livre nesses momentos de comunicação. Há muita riqueza nessas vivências.


5. Caso a criança tenha dificuldade em se expressar, faça perguntas sobre o que está fazendo. Se necessário, mostre objetos ou imagens para que aponte o que diz.


6. O momento da leitura é muito importante. Mesmo que a criança não leia formalmente, ela observa as imagens e narra sua história. Leia com a criança rótulos, listas, revistas, encartes, manuais de jogos, cartazes, etc.. A leitura desenvolve a imaginação e a linguagem.


7. O desenho é uma forma de comunicação importante para a criança. Ofereça os materiais que tiver em casa, mesmo o papel de embrulho pode servir para isto, utilize o verso se possível.


8. Possibilite que a criança ouça diferentes sons ( chuva, carros passando, animais, pessoas falando, instrumentos musicais, etc ) e diga o que está ouvindo. Ouçam músicas, cantem, dancem.


9. Ofereça à criança, se possível, experimentar diferentes sabores (salgado, doce, azedo, amargo), diferentes texturas ( líquido, pastoso, mole, duro ). Pequenas experiências ensinam muitas coisas.


10. Quando possível, deixe a criança ajudar no preparo dos alimentos e participar das receitas culinárias. Ela também pode auxiliar em tarefas da casa, veja o que ela pode fazer com autonomia e ensine.

Fonte: Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SEDUC)